mxrrocker
Kyuss

Home

Alice in Chains | Black Sabbath | Cannibal Corpse | Coal Chamber | Dark Tranquillity | Green Day | Green River | Kyuss | Krisiun | L7 | Melvins | Metallica | Mother Love Bone | Mudhoney | Nirvana | Pearl Jam | Ramones | Screaming Trees | Slayer | Soundgarden | Temple Of The Dog | The Doors | Veruca Salt | Cifras e Tablaturas | Citaçoes | Bloody Ice Cream | Coffee and Tv | Coluna da *ALICE JUNKHEAD | Coluna Torta | TIENDA DEL CHAVO | Letras Traduzidas | Lost in the Dark

aic_acustico.jpg

Kyuss
Formação:Palm Desert, California

John Garcia - vocal
Josh Homme - guitarra
Scott Reeder - baixo
Alfredo Hernandez - bateria

Biografia:

Formada na California por Josh Homme, inicialmente com o nome de Sons of Kyuss(tirado do AD&D), a banda Kyuss fazia um Heavy Metal básico com algumas pitadas de punk. Antes de simplificar o nome para Kyuss, eles lançaram o vinil "Sons of Kyuss"que só foi distribuido na região de Palm Springs.
Em 91, já com o nome de Kyuss, eles lançaram o " Wretch" menos cru que o anterior e com muito mais "punch" eles regravaram algumas músicas do primeiro disco, e foi a partir desse disco que a banda conheçeu seu quinto integrante, Chris Goss que anteriormente fazia parte da seminal Masters of Reality, e ele se tornou responsável por toda produção do Kyuss.
Em 92, época do assenção Grunge no mundo, eles lançaram pela Chamaleon Records "Blues for The Red Sun" e assim surgiu definitivamente sua característica - baixos pesados, guitarras viajadas, vocais melódicos ao mesmo tempo raivosos, e a clássica "Green Machine" rolando direto nas MTVs do mundo inteiro, sem ao menos tocar no "noise" das guitarras Grunge. Josh plugava sua guitarra Ovation UK II preta num amplificador de baixo, a afinava o mais grave possível, pisava no fuzz e saia compondo riffs turbinados com a urgência de um garoto que acabara de tirar habilitação para dirigir. É por isso que a sequência inicial de Blues For The Red Sun, com "Thumb", "Green Machine", "Molten Universe", e 50 Million Year Trip (Downside Up)", cheira a estrada empoeirada.
E mesmo quando ainda se chamava Sons of Kyuss o grupo promovia grandes festas no meio do deserto californiano usando geradores, onde tocava por horas a fio, transporta o ouvinte para esse ermo. Quente, seco, duro. Mas com um suingue atmosférico quase sensual, culpa do baixo do então cabeludo e "desbarbado" Nick Oliveri - substituído por Scott Reeder na turnê do disco. "50 Million..." é o maior exemplo: um rock que dá vontade de balançar a
cabeça e a cintura ao mesmo tempo. Depois dela vem a filosofia de "Thong Song". "Meu cabelo é compridão/Nenhum cérebro, só músculo/ (...)Eu odeio música devagar" , canta Garcia, sem a menor culpa, como que sorvendo goles de cerveja entre os versos. Das 14 faixas, apenas
oito possuem letras. Existe uma preocupação muito grande com o instrumental, vinhetas e introduções, como acontece em "Freedom Run" ( sete minutos e meio de psicodelia e "lesação").
Há quem os definisse "Desert Rock", eles odiavam essa nominação assim como todas as outras que a mídia tentou rotular. Durante 2 anos na estrada e turnês exaustantes, resolveram dar uma parada e lançaram "Welcome to Sky Valley" em 94. Grandes composições (Gardenia; Supa Scoopa and The Mighty Scoop), e Scott Reeder se firmando de vez como baixista. Mais um ano se passou e vieram com o último, e porque não o melhor disco de sua história "...And the circus leaves the Town". Finalizando as 10 faixas com a longa cadenciada "Spaceship Landing". Percussores do Stoner Rock, o Kyuss influenciou diferenciadas bandas de vários países como, Suécia, Itália, Alemanha, Dinamarca e Canadá, basta notar as bandas que ja excursionaram juntu com eles: Faith No More, Smashing Pumpkins, Ween, entre outras.

aic_acustico.jpg

Discografia:

Son Of Kyuss - 1990
Wretch - 1991 (Dali)
Blues For The Red Sun - 1992 (Dali)
Welcome To Sky Valley - 1994 (Elektra)
... And The Circus Leaves The Town - 1995 (Elektra)

aic_acustico.jpg